Buscar
  • joaoleahy

Bichectomia

A face apresenta uma anatomia complexa. Entre suas múltiplas e delicadas estruturas há diversos compartimentos de gordura que funcionam como coxins de proteção. Entre estes compartimentos, existe um que se estende quase que ao longo de toda a superfície lateral do rosto, em plano profundo, desde a têmpora até próximo à mandíbula, recebendo o nome de Bola ou Bolsa de Bichat (em homenagem ao anatomista francês que primeiro o descreveu). Na região das bochechas é onde apresenta maior espessura podendo, quando em grande volume, dar aspecto mais arredondado ao rosto.



O que é?

Bichectomia é o nome dado à cirurgia para retirada de parte desse compartimento de gordura, visando afinar o contorno facial.


Como é realizada?

Como o compartimento de gordura a ser alcançado encontra-se em plano profundo em relação a estruturas nobres da região facial, porém o acesso é feito através de uma pequena incisão na cavidade oral o que facilita sua identificação e manipulação, minimizando riscos.





Riscos:

São os comuns a qualquer procedimento cirúrgico como sangramento  e infecção,  além dos relacionados às peculiaridades locais.

A região de acesso na cavidade oral fica próxima ao ducto parotídeo (por onde sai a saliva  secretada pela glândula parótida na boca) e também a ramos bucais do nervo facial (responsáveis pela movimentação de parte da musculatura da boca), o que poderia favorecer lesões inadvertidas destas estruturas.


Daí a importância de o procedimento ser realizado por profissionais capacitados e em ambiente adequado. Para quem é indicada?

A indicação ou não do procedimento depende de avaliação presencial. A princípio, homens e mulheres poderiam se beneficiar, estando desaconselhado para pacientes abaixo dos 16-18 anos ou fora do peso ideal.


#bichectomia #esteticafacial

1 visualização0 comentário